Criar uma conta no Facebook para a sua empresa pode parecer tarefa fácil, mas a verdade é que existe uma infinidade de práticas e funcionalidades que vão fazer seu negócio ter, de fato, uma presença de sucesso nas redes de Mark Zuckerberg.

Afinal, o Face atingiu, recentemente, a marca de 2 bilhões de usuários (mais de um quarto da população mundial!) e é uma das principais fontes de tráfego para outros sites.

Ou seja, estar fora desta rede significa perder um grande espaço de divulgação – que também é mais barato do que muitos outros canais. Mas, estar presente da forma incorreta, pode ser tão desastroso quanto!

Para te ajudar, destacamos os três pontos básicos que você deve saber antes de inserir a sua empresa Facebook:

  1. Criar um perfil

Um erro que parece óbvio, mas é bastante comum, é criar um perfil ao invés de uma fanpage (página de negócios) para a sua empresa. Muitos acreditam que criando um perfil e adicionando amigos – o que não é permitido na fanpage –, será mais fácil divulgar o seu trabalho. Mas essa estratégia está completamente errada!

O Facebook criou estas páginas justamente para que profissionais e companhias possam fazer seu negócio crescer. Elas oferecem uma série de ferramentas para potencializar a divulgação da sua empresa, além da possibilidade de criar campanhas de anúncios patrocinados (Facebook Ads).

A fanpage reúne, ainda, dados sobre o perfil do seu público, desempenho das publicações, análise de concorrentes, entre outras informações relevantes que podem te auxiliar no momento de definir metas e estratégias para o seu negócio.

  1. Escolher a categoria errada

Ao criar uma fanpage, você deve selecionar o tipo de negócio em que sua empresa se encaixa, como marca ou produto, negócio local ou lugar, artista ou figura pública, causa ou comunidade, entre outras.

Em seguida, dentro da opção escolhida, você deverá indicar uma categoria mais específica. Por exemplo: se você selecionou “Negócio Local ou Lugar”, poderá optar por categorias como Restaurante, Hotel, Escola, Agência de Turismo, etc.

Cada categoria oferece diferentes recursos que vão se adequar melhor ao seu tipo de empresa. Horário de funcionamento, check-ins e mapa não estão disponíveis para páginas de produtos e artistas, por exemplo.

Recursos por categoria de página no Facebook

  1. Não conectar a conta com o Instagram

O Facebook adquiriu o Instagram em 2012, e, por isso, se a sua empresa possui uma conta nas duas redes, é possível integrá-las. Dessa forma, o seu perfil no Instagram também passa a ser comercial.

O principal benefício da mudança é ter acesso à seção “Informações”, que assim como na rede de ícone azul, fornece dados demográficos sobre seu público, número de visualizações e interações em suas publicações e até de cliques para o seu site, por exemplo.

Além disso, o perfil comercial permite que você insira um botão de contato, com e-mail, telefone e endereço físico.  Sem falar, é claro, nas campanhas patrocinadas, criadas no gerenciador de anúncios do próprio Facebook.

Descobriu que está cometendo algum desses erros? Se você quiser saber mais sobre o assunto, pode conferir o Guia de Marketing Digital no Facebook, com dicas mais aprofundadas para você garantir – o mais rápido possível – a presença online da sua empresa de forma correta. 🙂